Boum Boum Boum: O que pensar sobre a nova música do MIKA?

Boum Boum BoumOlá a todos os Golden Fans =)

Passaram pouco mais de 24 horas desde o lançamento do novo single do MIKA, “Boum Boum Boum”, e a verdade é que os fãs não podiam estar mais divididos em relação a esta nova música.

E não é para menos, ou não fosse esta música… diferente! Antes demais, é preciso esclarecer que, apesar de adorarmos um artista, não significa que tenhamos de gostar de tudo que é feito ou produzido por ele, mesmo que estejamos na condução de um projeto dedicado a ele, como é o caso do “MIKA – Portugal”. E por ter conhecimento de algumas reações dos nossos seguidores, é que também decidi mostrar a minha opinião sobre “Boum Boum Boum”.

Confesso que quando foi lançado o vídeo com os 15 segundos da música, a primeira reação foi pensar que nunca tinha ouvida nada tão estranho vindo do MIKA, reação que se acentuou depois de ouvir os 90 segundos da música, e posteriormente a música completa. Sem dúvida que foi o suficiente para ficarmos ansiosos com o novo disco que aí vem: será que vai ser tudo deste género? Ou será que foi apenas um caso pontual? Só nos resta esperar para ver.

Uma coisa é certa: é notória a evolução do MIKA nesta música. Mas também se vimos um MIKA crescer para o terceiro álbum, através de “Origin Of Love”, com esta música parece que o cantor quer recuperar, ou pelo menos voltar atrás no tempo, quando o mundo colorido e o da brincadeira reinavam nas suas músicas. O facto de a música ser totalmente cantada em francês, também deixou muitos fãs divididos. Após o lançamento especial de “Songbook Vol.1” em Itália, no momento em que participava no “X Factor Italia”, toda a gente esperava que o cantor voltasse ao seu inglês para conquistar o mundo, mas o francês voltou a ser a língua escolhida, fazendo crer que o cantor só quer sucesso em França.

Sabemos que isso não é verdade, e que o cantor adora os fãs de igual modo, mas parece que o MIKA se esqueceu que existem mais países além de França e Itália. Serei a única pessoa a pensar assim? Penso que não.

Mas, regressando à música, também confesso que o que se tornou estranho, acabou por ser tornar viciante, sendo o típico exemplo de que “primeiro estranha-se, depois entranha-se”. Depois de ouvir várias vezes a música o refrão já não sai na cabeça, e é impossível não cantarolar, até porque fica verdadeiramente no ouvido.

Compreende-se que nem toda a gente goste da música, mas nem por isso deixamos de apoiar o nosso cantor favorito, não é verdade? 😀

Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s